fevereiro 06 2017

GraAi??as Ai??s chuvas de janeiro, Sistema Cantareira atinge nAi??vel prA?ximo ao registrado antes da grande crise

Entre 2014 e 2015, o Sistema Cantareira, que abastece um terAi??o da regiA?o metropolitana, chegou ao fundo do poAi??o. As rAi??guas de mediAi??A?o apontaram uma quantidade de apenas 5% de A?gua disponAi??vel, incluindo duas cotas do volume morto.

A situaAi??A?o comeAi??ou a melhorar no ano passado e hoje estA?o afastadas as previsAi??es mais catastrA?ficas. Um dos fatores que desencadearam a crise hAi??drica foi a maior queda no regime de chuvas no territA?rio paulista desde 1930, quando comeAi??ou essa mediAi??A?o.

Em janeiro, as pancadas de verA?o fizeram desabar no Cantareira 393 milAi??metros de A?gua, o maior volume mensal registrado nos A?ltimos seis anos.Ai??Com isso, o reservatA?rio atingiu 60% de sua capacidade, sem considerar o volume morto, retomando o nAi??vel de 2013. Os outros sistemas tambAi??m apresentam Ai??ndices positivos.

Duas obras importantes de interligaAi??A?o de reservatA?rios ai??i?? o SA?o LourenAi??o e o Jaguari- Atibainha ai??i?? vA?o ficar prontas atAi?? o fim do ano, graAi??as a um investimento de 2,7 bilhAi??es de reais. ai???Isso vai ajudar a diminuir a nossa dependA?ncia do Cantareiraai???, afirma Kelman. ai???Se houver um problema como o de 2014, a populaAi??A?o nem vai perceber os efeitos disso em casa.ai???

Sistuacao atual dos sistemas de abastecimento

Clique aqui e veja a reportagem na Ai??ntegra.

Fonte: Veja SA?o Paulo.